Como começar esse texto?  Não encontro palavras suficientes  que diga exatamente o que a cantora e compositora Lary causa em mim, o que suas músicas fazem com a minha sensibilidade. Vou relevar um segredo, tenho outros textos que escrevi especialmente para ela, mas são tão íntimos que são impublicáveis rs.

Faz um tempo que conheço o trabalho dela, é admirável o crescimento em cada lançamento, vem em forma de potência magnífica. Eu sinto que suas músicas são combustíveis para nosso dia a dia, é como se eu precisasse para começar ou mesmo continuar vivendo diante do caos que estamos atualmente.

Nesse momento são poucos artistas que tem feito eu ter ânimo ou mesmo esperança, mas tudo muda quando ouço suas canções Lary, é uma sensação mágica que não encontro palavras para descrever esse sentimento, só tenho a certeza que é bom demais e que preciso ouvir. É um vício que o ministério da saúde com toda certeza aprovaria vocês terem!

Vem comigo que preciso falar sobre o álbum “Só o que eu tô a fim”!

Já ouviu o álbum?  Se a sua resposta for não, eu realmente acho que você vive em outro planeta e precisa levar Lary com você rs. Brincadeira à parte, eu me apaixonei pelo trabalho em si, cada música que você for ouvir vai ter dar mais força ainda para continuar, e não desistir ou mesmo procrastinar, foi assim comigo. Ouvir uma música e a próxima já me faz continuar no pique de querer conquistar o mundo, é uma sensação única e que empoderar quem for ouvir!

Como diz meu psicólogo “ Pra você o melhor remédio é a música” , eu diria que a música dela  sempre convida minha alma para dançar e nesse momento minha vida muda e meus sentimentos passam a ver o lado positivo das coisas e das situações, e é nesse momento que sou impactada pelo talento da Lary.

São 10 faixas totalmente  autorais e colaborações de peso, como Gabriel O Pensador, Clau, LK 3030, Lourena e  Chris MC, ela mostrou sua sonoridade e personalidade musical, que passeia entre  o Pop, o Rap e o R&B. Como single principal, vem a track “Slow” que ganhou também um  videoclipe cheio de atitude e dança. O primeiro disco da artista carrega a assinatura de  diversos produtores; Paiva, responsável por 60% de toda a produção, Malak, produtor  oficial do Poesia Acústica, Velho Beats, da Isso que é som de Rap, Lk 3030, que produziu  e participou de um dos singles e o Nine, que assina a faixa preferida da cantora.

O nome do álbum acompanha o amadurecimento artístico da Lary, que após  experimentar diferentes gêneros musicais, realizar projetos com grandes empresários e  colaborar com importantes cantores, se descobriu como artista independente do R&B  Pop, desbravando seu próprio espaço dentro da indústria musical. As letras das faixas  falam sobre a força de correr atrás dos objetivos, empoderamento feminino,  vulnerabilidades, lifestyle, curtição, além de muita sensualidade, marca registrada da  cantora.

O processo de composição do álbum se deu no início da pandemia da covid-19 e funcionou  também como uma válvula de escape para a artista, que teve seus projetos afetados pelo  novo cenário mundial. O resultado deste processo acabou sendo o mais importante de sua  carreira, já que surgiu após uma grande evolução profissional e pessoal. Para dar mais  sentido ao enredo do disco, Lary também preparou dois áudios denominados “áudio” e  “outro áudio” que funcionam como interlúdios, trazendo mensagens pessoais e  profundas.

Se você ainda não ouviu, é necessário para sua saúde! Ouça e compartilhar para todos como uma forma de AMOR! ( compartilhar o link do álbum para uma pessoa que você ama é a forma mais significativa de demostrar seu sentimento).

Acompanhe a LARY redes sociais:

Instagram e TikTok – @lary

Facebook e Twitter – @LaryOficial

FIQUEM
LIGADOS QUE EM BREVE TEM MAIS MÚSICA AQUI, HEIN? TE ESPERO! ABRAÇO GRANDE,

@MAAHMUSIC

1 Comment

  1. Parabéns pelo Blog Maah Music você é demais 👏👏👏👏

DEIXE SEU COMENTÁRIO