Vocês estão preparados (as) para minha dica musical?

Eu às vezes sou pega de surpresa, aquelas que me fazem ficar de boca aberta, sabe? Que é muitas vezes difícil de acreditar em tamanho talento, mas, eu amo ser pega de surpresa dessa forma porque a esperança cresce no meu coração. É dessa forma que descrevo como foi pra mim conhecer o trabalho de Diego Tavares.

Conheci pelo groover, avaliei o trabalho dele e me apaixonei musicalmente. Ao mesmo tempo que me passa um cenário na cabeça conforme vou escutando sua música, vem o alívio e a calmaria, é uma sensação inexplicável. Algo muito bom de se sentir e nos faz acreditar que todo dia podemos ter algo bom para sorrir diante de tantas coisas acontecendo mundialmente né?!

Vem conhecer e se encantar como cantor e compositor Diego Tavares!

Tendo começado a tocar e compor aos 13 anos de idade, Diego Tavares fez parte de várias bandas de colégio e faculdade no Rio de Janeiro, com shows nas principais casas da cena independente local. As necessidades cotidianas fizeram a vida ir tomando outras direções, e o artista recolheu sua música ao ambiente privado, passando os muitos anos seguintes apenas compondo em casa ao seu violão, enquanto ganhava e descobria a vida de outras maneiras. Mas a sensação de finitude, trazida por uma sequência de problemas de saúde e coroada pela pandemia, fez Diego Tavares redescobrir onde estava a essência do que faz. Acreditando que compartilhar sentimentos é o intento maior da vida, é através da música que ele pretende fazer a sua contribuição, e agora não mais apenas a si mesmo.

“Dança” é o primeiro single do álbum que deve sair ainda esse ano. O trabalho tem referências tão abrangentes quanto o gosto do artista, podendo ser citados como exemplos o cantor português Tiago Bettencourt ou a nova queridinha americana Phoebe Bridgers, além de contemporâneos nacionais como Cícero e Rubel. Clássicos de sua geração, como Radiohead e Los Hermanos, ou atemporais como Leonard Cohen e Dorival Caymmi, não deixam de estar presentes na alma do trabalho. Possivelmente inspirada na experiência pessoal com o casamento, a canção fala das dificuldades e desajustes de um relacionamento maduro, num esforço em tentar concluir que insistir é, muitas vezes, mais grandioso que desistir.

VAMOS PARAR DE LERO LERO E CURTIR O SOM NO VOLUME MÁXIMO EM PESSOAL!

FIQUEM
LIGADOS QUE EM BREVE TEM MAIS MÚSICA AQUI, HEIN? TE ESPERO! ABRAÇO GRANDE,

@MAAHMUSIC

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO