Olá, queridos leitores.
Tudo bem com vocês?
Estou aqui com uma superentrevista para vocês. Eles já
estiveram no Blog Maah Music, mas apenas apresentado  sua banda. 
Então vamos parar de papo e curtir uma entrevista bacana aqui no blog.

 . É uma honra
grande ter a presença da banda Voz em Dó aqui no blog. Contem para galera.
Vocês é uma banda com influência forte dos anos 80. Quais são as bandas ou
músicos dessa época que influenciam vocês?

KIO:
Algumas das nossas influências são Engenheiros do Hawaii, Nenhum de Nós,
Biquíni Cavadão entre tantas outras do mesmo cenário. Indo além do Rock
Oitentista, temos algumas influências do MPB também como Zé Ramalho.
. Vocês têm músicas com letras incríveis. Quem faz as
canções? O que inspira fazer essas canções?
KIO:
Todas as canções que foram gravadas e estão sendo trabalhadas atualmente são de
minha autoria. Eu e o Vitor Quintano, nosso baterista, estamos começando a
criar novas composições que servirão para trabalhos de um futuro próximo.
A
inspiração pode vir de qualquer lugar, desde uma caneca com resquícios de café,
até o noticiário sensacionalista das 17h. Não há uma fórmula exata, o que
dificulta o processo de composição, mas que cria um charme único para cada nova
canção.
. Queremos saber o gosto musical de cada integrante.
Contem o que atualmente vocês têm ouvido mais?
KIO:
De um ano pra cá venho escutado muit’O Teatro Mágico, passei a conhecer e me
aprofundar em Marcelo Camelo e nosso camarada Rapha Moraes também está no meu
playlist atual. Chico Buarque, Djavan e Jorge Ben estão presentes em muitas
andanças que faço acompanhado do meu fone também.
VITOR:
É difícil falar do meu gosto musical. Sou bem eclético. Adoro tocar New Metal,
mas sou apaixonado por MPB. Atualmente tenho escutado bastante Dream Theater.
. Como vocês vêem o cenário musical atual? O que falta
na cena?
KIO:
O cenário musical que está na grande mídia é tomado pela preguiça
monossilábica. Agrada o “lê lê lê” e a poesia é chutada para escanteio. Temos
que fugir disso. Buscar alternativas e manter o foco naquilo que queremos
transmitir. A música independente dá de 10 a 0 na grande mídia.

VITOR: Faltam espaços que realmente estejam dispostos a divulgar as bandas
novas que se preocupam em criar seu próprio som. Muitas casas até se dizem
oferecer esse espaço, desde que você pague para tocar. Não é bom negócio.

. Vocês têm pessoas que são fãs da banda. Como é o
contato com os fãs?
KIO:
Olha, na verdade tudo é tão recente que não sei se já deu tempo de conquistar
fãs. Temos um pessoal incrível que nos ajuda, nos apoia e nos acompanha, o que
nos dá muita força. O legal é ver que pessoas que não conhecemos tem acesso ao
nosso material via web e passam a gostar de verdade da banda e isso acaba
gerando uma boa repercussão por aí.
. Se vocês tivesse oportunidade de escolher um festival
para tocar e uma banda para abrir o show. Que festival vocês gostariam de
tocar? E qual banda vocês gostaria de abrir o show?
VITOR:
Gostaria muito de abrir um show do Jay Vaquer e tocar no Lollapalooza.
. Qual a música preferida da própria banda, que cada um
mais gosta?
KIO:
Das que estarão no EP, “Olhar Perdido” e “O Tempo” são as minhas favoritas.
VITOR:
A minha é “Medidas”.
. Entrevista quase no final. Qual recado vocês deixam
pra galera que curte o trabalho de vocês?
VITOR:
Um grande beijo na testa de cada um de vocês e obrigado por acreditarem no
nosso trabalho. Somos apenas uma nota, mas vocês é quem nos transformam numa
música inteira.
. Quais as próximas novidades da banda e agenda de
show?
KIO:
O nosso EP “Voz em Dó – menor” está no forno e deve ser lançado nos próximos
dias.
Em
primeira mão para o blog, a Voz em Dó fará um show acústico no dia 23 de Março
na Fábrica de Cultura do Belém, em São Paulo. A partir das 14h e a entrada será
gratuita.
Estamos
organizando um festival chamado MUSICAUTORAL que em breve teremos mais
informações para passar.
A
princípio só, mas conforme as coisas forem se concretizando, iremos publicar na
nossa página no Facebook.
.Antes de irem embora. Qual música vocês dedicam pra
galera?
KIO:
A nossa mais nova canção disponível para download, “Dezoito do Seis”, que fala
sobre as manifestações que rolaram no país durante o ano passado. 
Tá lá
no nosso Soundcloud. Abusem do ‘play’.
Então, vamos curtir música boa. Dá o play:

Gostaram?

Fiquem ligados nas redes sociais da banda:

E amanhã tem mais música aqui. Até amanhã
galera.
Beijo,

@maahmusic

5 Comments

  1. Eu nunca tinha ouvido, confesso que não faz meu estilo, mas já indiquei para umas amigas.

Reply To Dallyse Brandão Cancel Reply