CATEGORIA

Para Ouvir

CATEGORIA

Rita é uma cantora que tem minha alma e coração, ela me surpreende em cada lançamento, é uma alegria fora do comum quando ouço um trabalho dela.

Papisa é o projeto da cantora, compositora, instrumentista e produtora paulista Rita Oliva. Em 2016 ela despontou após o lançamento de seu primeiro EP, homônimo. Com repertório baseado neste projeto e outras canções autorais, Papisa se apresentou em alguns dos principais palcos brasileiros de lá pra cá, como dos festivais Bananada, Picnik e Contato, e também fora do país, participando do prestigiado festival estadunidense SXSW. Em 2019, ela lançou seu primeiro disco cheio, Fenda, com canções autorais que abordam a impermanência do tempo e os ciclos de vida e morte.

Vem comigo que tenho algo especial para vocês!

Eu sou uma fã de fase de Lukas Graham, as vezes eu ouço loucamente e outras não estou na mesma vibe de ouvir , mas claro que a maioria das vezes eu estou na vibe de ouvir o som dele.

Lukas Graham compartilha com o púlblico a emotiva e nova faixa “Scars”, já disponível em todas as plataformas digitais. Sobre a faixa, Lukas explica: “cicatrizes (tradução em português para o nome da faixa, ‘Scars’) chegam em diferentes formatos e aparências. As físicas são, geralmente, as mais fáceis de se lidar, enquanto que as psicológicas podem ser bem difíceis de lidar positivamente porque ninguém pode vê-las, então, nós temos que proativamente dividi-las. Nós precisamos falar sobre essas dores para podermos curá-las”. A faixa chega acompanhada de lyric vídeo inédito, vem assistir comigo!

Vocês têm noção que cada música que é lançada e eu ouço é uma paixão e sentimento novo, é uma energia tão boa que não tenho nem como descrever. A minha dica de hoje é exatamente isso, amei a novidade e não poderia deixar de mostrar para vocês.

Depois de conquistar o mundo com o primeiro EP da carreira, “The Kids Are Coming”, e o hit global “Dance Monkey”, a cantora australiana Tones and I lançou dois singles inéditos: “Bad Child” e “Can’t Be Happy All The Time”.

Vem conferir comigo e curtir também a cantora que vem conquistado o mundo!

Faixa, escrita e gravada durante o período de pandemia do COVID-19, chega acompanhada de clipe inédito.

A faixa, que encoraja a esperança durante esses tempos difíceis, está disponível hoje em todas as plataformas digitais e chega acompanhada de um vídeo oficial, dirigido pelo colaborador de longa data Reel Bear Media. O duo, composto por Tyler Joseph e Josh Dun, irá doar uma parcela da renda de “Level Of Concern” para a Crew Nation, um fundo global de ajuda para as equipes de banda ao vivo, que tem como objetivo ajudar as equipes que trabalham com turnês e pessoas locais afetadas pela pandemia do Coronavírus.

Vem conferir o clipe inédito!

Que estreia magnifica hien. Alec Shane Benjamin, é um cantor e compositor americano. Ele ganhou popularidade com suas músicas indie pop que retratam histórias descritivas de suas próprias experiências pessoais, e vem cada vez mais conquistando o mundo com suas canções.

Depois de lançar um EP mixtape chamado America em 2013, ele gravou seu single de estreia, “Paper Crown”, em seu dormitório na Universidade do Sul da Califórnia, lançando-o em 2014.

Ele é mais conhecido pela música “Let Me Down Slowly”. Além de seu projeto solo, Benjamin encontrou sucesso em composições com artistas como Jon Bellion. Entre suas referências musicais, Alec já revelou que é fortemente influenciado por artistas como Eminem, John Mayer e outros artistas de grande sucesso.

Vem comigo ouvir seu novo sucesso!

Leitores musicais do meu coração, vocês estão bem?

Estão preparados para a playlist insana que você deixar aqui para vocês hoje?  Pois é, a Ludmilla já tem meu coração, ouvi-la  cantando pagode, ela ganhou minha alma rs.

Para os apaixonados ou mesmo sofrendo de amor, prepare o papel que vai rolar lagrimas, confesso que chorei ouvindo ela cantar a música da Alcione “Faz Uma Loucura Por Mim”, gente é algo – caraca fiquei sem palavras -, vem ouvir comigo ô:

Eu ando na vibe da música “Quimica”. Amei a letra e a sonoridade da música, que me envolveu logo que apertei o play. O clipe é bem vida realmente, e me fez imaginar na situação. Cantaria para aquele que faz meu coração bater mais forte ou mesmo me deixar com puta nervoso em um abraço, mas como ainda não tenho esse alguém eu vou continuar curtindo a música até esse alguém chegar, esperança é a última que morrer né?!

“Todos sempre dizem que no começo tudo é flores. Mas por que não te dar flores daqui a 10 anos?”. MC Cabelinho volta mais romântico para lançar “Química”, com uma pegada mais intimista, seguindo o mesmo estilo de som do projeto Poesia Acústica, do qual participou, o cantor tem o objetivo que as pessoas se identifiquem com a letra.

Vem curtir essa poesia comigo!

Passei mais ou menos três dias ouvindo o som “Troféu”, foi dias insanos e  incríveis. Na realidade me arrisco dizer que a música descreve bem o que vivi, e confesso que bateu saudades, mas, ao mesmo tempo eu tive a percepção de querer viver novamente aquele sentimento, porém, com outra pessoa e ter a esperança que a historia poderia ter o “tal” final feliz.

Passei noites ouvindo a música “Troféu” e foram noites onde dancei na varanda, onde sorrir sem motivo.

Vamos falar sobre Coio e Doizenne, que me ganharam com a letra da canção e com suas vozes.

A música de vocês me fez ter o reflexo da intensidade, de amores vivos, presentes ou não, é uma mistura de sentimentos, mas, no final de tudo isso o que quero mesmo é viver algo novo. E para isso eu quero convidar vocês para ouvir “Troféu” , vai ser uma nova fase pra mim e para vocês e estaremos juntos!

Leitores do meu coração, vocês estão preparados (as) para esse faixa a faixa com Bivolt, cantora e compositora revolucionaria e ao mesmo tempo poeta. Leia as músicas dela como poema que você vai entender, porque minha admiração!

A rapper apresenta no seu primeiro álbum da carreira duas frequências sonoras e inova com experiência audiovisual interativa.

Estilo, rimas, alto astral e muita garra formam a persona Bivolt. Cria da comunidade do Boqueirão-SP, Bárbara Bivolt é conhecida por ser uma das poucas mulheres a roubar a cena vencendo diversas batalhas de rap pelas cidades brasileiras. O primeiro álbum de sua carreira, intitulado “Bivolt”, apresenta ao público a dupla voltagem da artista. Composta por duas frequências, a primeira mostra o lado mais pop da cantora, com o estilo lovesong e um toque de R&B. Já o mood 220 revela sua origem vinda das batalhas de rap, a linguagem de rua, com rimas mais intensas e muita dança.

Vem comigo curtir o faixa-a-faixa!

Bivolt faz pocket show em São Paulo | Créditos: Lais Moss/ Divulgação Som Livre

A minha vida sempre foi repleta de muita música e de vários gêneros, sempre prestei bastante atenção nas letras, que é o que me encanta realmente. O tempo foi passado e eu entendi que não é só uma letra boa que a música precisar ter, mas também um conjunto da obra no geral.

Dalsin e Froid acabaram de lança um EP colaborativo, eu já gosto deles por serem artistas poéticos da maneira como eles conseguem ver a vida, cada um tem sua percepção e eu realmente acho incrível a visão do outro sobre as situações do cotidiano.

Vem conhecer mais sobre o EP Colaborativo!