Acordei hoje cedo e aleatoriamente resolvi conhecer o trabalho do cantor Nerling. A primeira música que tocou foi “ Onde Eu Possa Ir”, foi logo de cara uma manhã, com toda certeza, tranquila e ao mesmo tempo me fez pensar muito sobre a vida em si.

Me fez sentir bem e uma paz inexplicável, sua voz me fez ter um sentimento bom, mesmo que a música fale sobre passado, em uma manhã eu devorei todo o disco de Nerling, que companhia maravilhosa logo cedo, foram sentimentos diversos e insano.

Após uma jornada rica, o premiado cantor do norte do Rio Grande do Sul Nerling une pop alternativo e MPB em canções envolventes e urbanas. Seu disco de estreia, “Tempo do Amor”, é totalmente diferente de tudo que ele fez e te convido conhecer um pouco mais sobre as faixas do disco que irá ser sua melhor campainha!

ONDE EU POSSA IR: Fala sobre pessoas que saem da nossa vida, mas não saem das nossas cabeças. Pode ser entendida como uma canção romântica ou mesmo como uma canção sobre amizade.

DE AMOR VAMOS NOS AFOGAR: Compus essa canção na noite em que Marielle Franco foi assassinada. Estava escrevendo minha dissertação de mestrado, dei uma pausa no trabalho e fiquei sabendo do ocorrido. Já estava me sentindo sozinho, por conta da grande carga de trabalho, quando vi a notícia, fui impactado. Aquilo mexeu muito comigo.

FUGIR DE NÓS: Um grande amigo meu estava se separando de uma mulher que ele amava muito. Todo o processo estava sendo muito doloroso pra ele. Foi com base nas histórias que ele me contou, nos sentimentos que ele me abriu e nas conversas que tivemos que eu compus essa canção.

TEMPO DO AMOR: O álbum já estava pré-produzido, todas as canções selecionadas… Mas o produtor Maycon Ananias me desafiou a compor uma nova música, algo que refletisse o atual momento político e social do país, o sentimento de desesperança que víamos em alguns amigos… Compus ela numa tarde, quando enviei pro Maycon, ele adorou e fez questão de colocar no álbum (mal sabíamos que daria nome a ele).

MOTIVOS: Iniciei minha carreira musical cantando músicas regionais do Rio Grande do Sul. “Motivos” foi uma das primeiras canções que eu compus fora do cenário nativista (talvez isso explique o fato de ser a música mais parnasiana do álbum). Compus na casa de um amigo, fala sobre um relacionamento com um final irresoluto.

SE VOCÊ FOSSE OUTRO: Essa canção é fruto de boa parte das minhas leituras no período em que fiz mestrado em Direito (é fácil de observar a ênfase nos Direitos Humanos). Foi composta junto com a  dissertação, naquele contexto, como espécie de fuga do stress e resultado da sintetização de conteúdos.

SEMPRE GOSTEI DE VOCÊ: Fiz essa canção para uma menina muito bonita que eu vi algumas vezes por aí. Não nos conhecemos e ela também não sabe dessa música.

CANÇÃO QUE HABITA EM NÓS: Compus essa música com o Fábio Carvalho, no início era uma espécie de mantra, era bem comprida e repetitiva. O produtor Maycon Ananias gostou e achou que deveria estar no álbum, aí eu reduzi o tamanho dela.

VAMOS PARAR DE PAPO E AUMENTAR O SOM E APROVEITAR CADA MÚSICA, PLAY!

Acompanhe Nerling:

www.nerling.com.br

FIQUEM
LIGADOS QUE EM BREVE TEM MAIS MÚSICA AQUI HEIN, TE ESPERO! ABRAÇO GRANDE,

@MAAHMUSIC

DEIXE SEU COMENTÁRIO