É muito sentimento bom em um trabalho só minha gente. Fazia um tempo que não ouvia algo que me fizesse chorar de alegria e de emoção, foi uma mistura de sentimentos, bons e ruins, mas o que ficou foi o bom sabe? Me apaixonei pelas canções da cantora Raquel Campelo e hoje ela é minha convidada para falar um pouco sobre as faixas que compõe o EP “ Nostagia”.Prepare o coração de vocês porque a música é insana, é algo que me deixa sem palavras para definir de uma maneira lindíssima o que é esse EP, vem comigo sentir a felicidade em forma de musica!

Faixa-a-faixa, por Raquel Campelo:

Lake song: Voltando um pouco no tempo, lá em 2015… a Lake Song foi a primeira música que escrevi por inteiro. Foi a primeira composição que eu realmente acreditei, depois de tantas outras jogadas no lixo. Por isso, ela carrega um significado tão grande para mim. A melodia leve fala de uma paixão, daquele momento, naquele lugar preferido, que você não quer que acabe nunca. Ela nasceu de forma tão simples e natural… É uma música sobre bons momentos, boas lembranças, impossível não lembrar delas.

9486 km: A distância entre Brasília – Califórnia. Essa talvez tenha sido a música que eu tive mais facilidade para escrever, porque o sentimento de dor de ir pra longe de quem você ama é muito forte, por isso, é mais fácil de escrever a respeito. Essa música é uma lembrança triste, mas eu não quis passar a ideia de uma música tão melancólica, ela traz uma batida energética e um refrão bem contagiante, mas, ainda sim, fala da falta que faz aquela pessoa por perto.

Back home: Essa é uma música que eu escrevi sobre mim. Sobre você sentir falta de alguém que você era ou de uma época que não volta mais. É a Raquel do presente escrevendo para a Raquel do passado, dizendo o quanto era bom ser aquela pessoa de antes e que ela vive numa busca constante para voltar a ser quem era. No fundo, eu percebi que mesmo sentindo falta, nós crescemos, amadurecemos, mas nossa essência nunca muda: “maybe she is here, but I just can’t see.”

Out of breath: É uma das músicas mais melancólicas que já escrevi. É sobre cansar de correr atrás de algo que acabou, sobre se auto sabotar, sobre se doar demais. É ter a certeza de que você tentou de tudo, mas agora só restam memórias. É aceitar o fim e saber que o tempo vai curar.


FIQUEM
LIGADOS QUE EM BREVE TEM MAIS MÚSICA AQUI HEIN, TE ESPERO! ABRAÇO GRANDE,
@MAAHMUSIC

DEIXE SEU COMENTÁRIO