terça-feira, 16 de janeiro de 2018

ENTREVISTA COM GABRIELA GARRIDO!


Leitores musicais, estão preparados (as) para mais uma descoberta de 2017 que venho comigo para 2018?

O que dizer dessa cantora e compositora Gabriela Gabrrido que ganhou meu coração assim que apertei o play na canção “Bicicleta”. Lembro que foi na semana do natal que conheci o trabalho dela e a minha primeira impressão foi as melhores possível, me levou ao passado aos momentos bons e me fez lembrar muito Cazuza minha gente, a vibe musical dela me fez lembrar muito o nosso muso. 

Quando terminei de escutar a canção e ver o clipe – que por sinal tá lindo com uma pegada antiga que gostei muito, cansou muito com a canção- é uma mistura muito bem feita. Tá bom, eu sei que vocês estão loucos (as) para conferir a entrevista com a cantora Gabriela.

É uma honra e felicidade que recebemos você aqui no site.  Conta para os leitores musicais, como surgiu à música na sua vida? Qual a importância?
O prazer é todo meu, Maah! Então, a música é presente desde cedo na minha vida por conta da minha família, que tem algumas cantoras (minha avó, tia e prima). Tenho certeza que vê-las cantando desde pequena me influenciou, mas elas sempre caíram mais para o lado do samba. Na minha adolescência, com a ajuda da internet, me descobri mais fã de rock, principalmente o pop rock internacional, e de vocalistas como a Halyley Williams (Paramore) e a Karen O (Yeah Yeah Yeahs). Minha vontade de ser vocalista foi crescendo e só se concretizou no ensino médio da escola, quando tive minha primeira banda com amigos! E hoje estamos aqui!
A música é tudo na minha vida. Sempre me emocionou e esteve presente nas melhores e piores horas. Amo ser fã, e também amo viver ela como artista. Não largo nunca mais!

Conversei com você rapidamente sobre minha primeira impressão sobre seu recente clipe e trabalho lançando. Você tem recebido bastante elogios. Como você lida com esses comentários?
“De Bicicleta” foi à música que me trouxe um maior retorno das pessoas até agora. Fico super feliz! O mais legal é que alguns dos comentários que recebo vão além do fato de acharem a música legal ou não, mas vêm de pessoas que realmente se identificaram muito com a história da letra. Esse é o maior presente que eu posso receber como compositora.

Você é uma artista independente. Como você ver o cenário musical atualmente? 
Eu me joguei no mundo musical em 2016 lançando meu primeiro EP, e mesmo fazendo pouco tempo, já percebi que é muito difícil alcançar uma relevância nesse meio. A falta de incentivo à música brasileira, principalmente na minha cidade, é algo que pesa bastante para mim, por exemplo.
Mas também aprendi que, acima de tudo, é preciso ter paciência. Com o tempo, a gente vai conhecendo pessoas, firmando parcerias, e construindo coisas cada vez mais significativas que, consequentemente, atingem mais gente. O cenário musical independente do Brasil é muito rico, e sinto que o público também vem crescendo. Acredito que precisamos criar nossos espaços e inciativas e seguir em frente, reconhecendo nossas limitações sem deixar de fazer o que a gente ama por causa delas.

Queremos saber quais são suas influências na hora de compor?
Eu acho que essas influências acontecem de forma meio inconsciente, e acaba que eu não penso muito sobre isso. Eu sinto que, na música brasileira, eu me identifico muito o estilo do Cazuza de compor. São músicas que desde cedo mexeram comigo, principalmente as que falam de amor (talvez tenha um pouco de amor em todas, hahaha)! O jeito que ele fala de amor é parecido com o jeito que eu quero falar também.
Uma grande influência que me fez começar a escrever músicas e com certeza é presente até hoje é Tegan and Sara, um duo canadense. O primeiro álbum delas que eu conheci – e tenho tatuado na perna – é o “The Con”, e eu lembro que eu me identifiquei com as letras como nunca antes.
Com certeza tem mais, Maah, dependendo da época em que as músicas são feitas, o que eu esteja escutando, mas esses aí pelo menos são bem importantes! Hahah.

Tô sabendo que teremos lançamento no próximo ano do seu novo trabalho. E você resolveu dar uma palinha para o público lançando “De Bicicleta”. Como foi a escolha da música? E por que essa música?
O EP que está por vir fala, principalmente, da força e da fraqueza presentes em todos nós, e de como ambas são importantes para a nossa vivência como seres humanos. “De Bicicleta”, para mim, resume bem esse tema, porque ela brinca com a fragilidade de estar apaixonado, narrando tudo com bom humor. Ela é sobre abraçar esse lado vulnerável. Achei que ela é uma ótima porta de entrada pro que está por vir!

O que atualmente você tem escutando mais na sua playlist?
Nesse fim de ano eu tô escutando o álbum da SZA, “Ctrl”, em looping! Recomendo, é maravilhoso.

Como você descrever seu EP? O que podemos esperar dele?
Acabei falando um pouco sobre isso na pergunta sobre “De Bicicleta”. É um disco que transita entre força e fraqueza. São 5 músicas que passeiam entre momentos de fragilidade e também de coragem, tudo baseado em experiências pessoais, mas espero que muita gente consiga de identificar. O nome dele é “Entre”, exatamente para passar a ideia de estar entre os dois lados, e encontrar um equilíbrio.

Entrevista quase no final. Além da novidade que estamos ansiosos para ouvir que é o novo EP, quais são as outras novidades? Clipes? Turnê?
Ahhh, tenho muitos planos para esse EP, Maah! Clipes já estão sendo planejados e em 2018 é certo que, pela primeira vez, vou tocar fora do Rio! Ainda não posso confirmar muita coisa, mas está tudo sendo encaminhado! Tô animada!

Qual mensagem você deixa pra galera do site e seus fãs?  
Queridos leitores (fãs ou não) que leram tudo até aqui e me conhecem mais profundamente agora: para vocês eu deixo um MUITO obrigada! Espero que continuem comigo a partir daqui e possam curtir o EP que está chegando e todo o novo material. Agradeço por valorizar a música lendo o Blog da Maah! Beijo e até a próxima!

#Aimeucoração que entrevista insana e maravilhosa. E você que ainda não viu o clipe da cantora então vem assistir comigo ô: 



Eu sou apaixonada pelo seu talento Gabriela, parabéns e estou louca para ouvir as próximas novidades musicais  <3 Vamos todos correr lá  para o facebook ?! Vemmmmmm

Amanhã tem mais música e dicona do colunista Márcio, você não vai perder né? Te espero hein!
Abraço forte!

Um comentário:

  1. Show Gabi, parabéns pela determinação!
    Obrigada Maah pela sua contribuiçao com a arte musical!

    ResponderExcluir