quarta-feira, 11 de novembro de 2015

FAIXA POR FAIXA DO FÁBIO CARDELLI!


Olá queridos leitores musicais, tudo bem com você?
Hoje é um dia muito especial aqui no Maah Music. Teremos a presença do cantor e compositor Fábio Cardelli participando do faixa por faixa, com o disco “A Palavra dos Olhos”.
Um álbum muito especial, não por ser apenas o primeiro disco solo, mas pela qualidade das músicas e do bom trabalho que o músico Fábio apresenta.
O seu disco solo, “A Palavra dos Olhos”, é a seleção de dez entre mais de trinta canções produzidas entre 2012 e 2014, todas de sua autoria.
As faixas foram construídas na melhor tradição da música pop e demonstram a habilidade de Fábio para criar linhas melódicas inspiradas. Uma atmosfera ligeiramente melancólica de blues perpassa todo o disco, uma ligeira ingenuidade de Jovem Guarda, alguns perfumes brasileiros, algumas declarações de amor ao rock. Porém, ao invés de ressaltar o viés romântico em arranjos de cordas blasé, Fábio optou por deixar suas canções com uma sonoridade propositalmente desleixada, irreverente e "noisy", protegendo e expressando toda a fúria que existe no amor.
Que tal sabemos mais sobre as faixas do seu novo trabalho?  Confira agora no Maah Music o nosso convidado especial do Faixa por faixa, Fabio Cardelli.


A PALAVRA DOS OLHOS
Fala sobre a ansiedade masculina num relacionamento. Muitas vezes a gente acha que precisa fazer mil coisas pra provar nosso valor, mas a redenção está bem debaixo do nosso nariz.



VOCÊ (MELHOR ASSIM)
Valsinha da reconquista: fala de um cara que quer namorar com uma menina que já ficou com ele no passado, mas está se fazendo de difícil.



MUITO CEDO
História bem autobiográfica da minha relação com a gata Frances, e descreve poeticamente como ela me fazia perder a hora nas manhãs de segunda-feira.



CAT EYES
Essa fala de um amor platônico. Aquele amor que você tem por uma pessoa aleatória, geralmente esperando o metrô ou o ônibus, que acontece muito quando a gente é adolescente.



E NA MANZUÁ
Essa música é uma coleção de sensações e memórias que colhi durante minha turnê com a Visitantes pelo Nordeste brasileiro em 2009. Manzuá é uma rede de pesca, e também dá nome a uma famosa operação policial na Paraíba.



PALESTINA
Escrevi ela em Buenos Aires durante minha primeira turnê solo, em 2012. Sempre achei que a questão do povo palestino é tratada com muita sombra e dor, quis fazer uma canção sobre eles com um viés de força, resistência e amor.



A ROSA E A SERPENTE
Outra de Buenos Aires. Essa música foi inspirada nos ensinamentos da Teosofia, de Helena Blavatsky. Ela fala sobre a necessidade da presença do amor sincero em nossas vidas, o amor sem interesses ou segundas intenções: amor puro e profundo por existir e buscar a verdade.



SUMMERDAY
Da delícia que é sair pra viajar num dia de verão, e sentir a liberdade como um cão linguarudo com a cabeça pra fora da janela.



69
Um cara ensinou todos os seus amigos a voar, mas eles caíram do céu. Agora ele não lembra de mais ninguém. Se bem que aquele rosto parece familiar…



AMIGO IMAGINÁRIO
Tive muitos amigos imaginários na minha vida (em especial, o gari, piloto de corrida, agente secreto e ex-lutador Horácio da Silva) e sempre achei que eles eram mais do que apenas invenções. É como se uma pequena voz da eternidade soprasse no nosso ouvido.



Gostaram?  O que acharam das composições do cantor? Deixe seus comentários!

Gosto bastante do trabalho do Fábio. Tô ansiosa para ver o show dele aqui em São Paulo, tenho certeza que é melhor ao vivo. E você curtiu o som do Fábio também?  Saiba todas as novidades sobre o músico, acesse:


Amanhã tem muito mais música aqui rá rá rá galera musical!
Aquele abraço e beijo,
@maahmusic

Nenhum comentário:

Postar um comentário