Olá, queridos leitores.
Tudo bem com vocês?

Sabadão
e hoje estou aqui com uma superentrevista para vocês. Ela já esteve aqui no
blog, mas apenas apresentado o seu novo projeto, que será lançando em breve,
estou falando da cantora que sou mega fã da 
LUIZA MEODAVILA.

Desde que comecei o blog, música é um dos meus
maiores prazeres e o mais bacana disso tudo é descobrir novas vozes. O interesse
pela música nasceu através das minhas idas á shows. Bom, hoje em dia eu conheço
muitos cantores/bandas através das redes sociais, e foi assim que conheci LUIZA,
e foi amor á primeira ouvida.  Vamos
parar com esse lero-lero e vem curtir essa entrevista insana. 

. É uma honra grande ter a presença da cantora Luiza Meiodavila
aqui no blog. Você começou sua carreira se apresentando em barzinhos. Você acha
que te ajudou de alguma forma? É importante para o músico que está começando
ter esse tipo de  contato com o publico?
É um super prazer para mim poder
conversar com você, muito obrigada pelo convite! Antes de idealizar meu disco,
me apresentei em alguns barzinhos em duo com meu namorado, e com certeza me
ajudou muito a evoluir como cantora. Tinha muita vergonha de me apresentar, e o
barzinho me deu a oportunidade de exercitar a conexão com o público, e também
experimentar bastante com o repertório, ver como todos reagiam. Acho que é uma
experiência muito válida como preparação, mas que não deve ser muito prolongada
para quem quer assumir a profissão de músico. É muito importante que, o quanto
antes, o artista invista em um material inédito, que represente sua identidade.
. Você está para lançar seu primeiro disco, o “Florescer”. Como
estão sendo as gravações? As músicas desse álbum são composições suas? O que te
inspira a compor?
O processo de gravação foi uma experiência única. O estúdio é um
ambiente de muito aprendizado…até comentei com o Lipe Torre e o Zé Victor
Torelli, que assinam comigo a produção musical do disco: “Na hora em que saí da
sala de gravação e fui escutar o que fiz, já estava pronta para fazer 10 vezes
melhor.”
O disco tem 6 faixas: “Mar de Devaneios” é de autoria minha com o
Zé Victor Torelli, meu namorado; quatro são de autoria do Lipe Torre (duas com
parcerias) e fizemos uma regravação de “Doce de Coco”, do Jacob do Bandolim.
Apesar de só contar com uma minha, tenho dedicado um bom tempo para compor.
Sempre gostei muito de escrever sobre tudo, bem livre mesmo. A inspiração, na
maioria das vezes vem do nada, e quando é assim gravo na hora para depois ver o
que faço aquilo virar. Como isso é bem imprevisível, separo um tempinho diário
para escrever sobre o que estou sentido, além de passar o dia inteiro cantarolando
ideias.
. O single “Romance de Novela” é uma canção linda. Como foram as
gravações do web clipe?
Fico tão feliz de ouvir isso! A música é de autoria do Lipe Torre,
e a primeira vez que ouvi me apaixonei. Quando fechamos a ideia do disco, era óbvio
que ela seria o single. O videoclipe foi feito por um casal de amigos, o
Bruninho e a Gabe Maruyama, que trabalha para a produtora Norami Filmes. As
gravações aconteceram no Madeleine Jazz Bar, que era exatamente o que
procurávamos, com ar de clube de jazz, um clima meio vintage. Me surpreendi com
a dinâmica das gravações, foi muito divertido, a equipe era excelente, e estava
rodeada de amigos, familiares e colegas de profissão que colaboraram para que
tudo saísse perfeito.
. Conte Luiza, o que podemos esperar do seu disco? Quais as
influências musicais?
Modéstia parte, o disco ficou maravilhoso! Me emociono muito em
ter esse como meu primeiro material de trabalho, e fico muito feliz de ter
ficado muito mais do que eu havia imaginado. É um disco gostoso de ouvir, bem
leve, meigo. As músicas do Lipe tem uma energia incrível, parece que levam você
a um outro mundo, cheio de cores e movimento! O disco tem influência das mais
diversas áreas da música, mas tentamos tornar um pouco mais acessível a riqueza
do jazz e da música brasileira em um disco mais fácil de ouvir, mais digerível.
. Conheci seu trabalho através do twitter e graças ao Showlivre.
Você acha que as redes sociais ajudam ou atrapalham?
Acho que ajudam muito! Antigamente poucas pessoas tinham grandes
investimentos, e só essas pessoas tinham espaço na mídia e nas gavetas de
grandes lojas. A internet abriu um espaço para qualquer um que tenha algo a
falar, é só saber usá-la. Como todos têm espaço, pode demorar um pouco para
achar seu público, mas essa é a parte mais bonita da arte: existe gosto para
tudo. É uma questão de tempo e esforço para encontrar seu nicho!
. Como é o contato das pessoas que gostam do seu trabalho? Você
sempre troca ideia com os fãs através das redes sociais?
A receptividade tem sido muito boa! O contato com as pessoas é a
parte mais importante, pois escolhi a minha carreira para poder dialogar com um
público, e ainda estou firmando quem ele é. Elogios e críticas são minha base
para construir meu caminho, e levo isso muito a sério. Nada deixa meu dia mais
feliz do que ouvir alguém dizer que gostou de algo que fiz, que produzi!
. Que artistas você mais ouve? Quais músicas você mais gosta de cantar
cover?
Essa é
difícil…Sou muito eclética mesmo, chega a ser até engraçado…Em termos de
canto, os artistas que mais admiro são a Ella Fitzgerald, Beyoncé, Robert
Plant, Joss Stone, Elis Regina, Hayley Williams e Frank Sinatra. 
Gosto
muito das letras do Cazuza e do Chico Buarque…Sou fã do Gilberto Gil, Caetano
Veloso, Tom Jobim, Marisa Monte, Tim Maia…Escuto muito rock também…Led
Zeppelin e Beatles estão sempre nos favoritos, além de bandas mais atuais, como
Foo Fighters, System of a Down, Paramore e Kings of Leon. Dos mais atuais no
mercado brasileiro gosto muito da Roberta Sá, Tulipa Ruiz, Ana Cañas e Céu! Do
mercado gringo, a Cyrille Aimée, Jessie J, Esperanza Spalding e o Snarky Puppy
arrebentam!

Gosto
de cantar de tudo um pouco, mas ultimamente tenho feito bastante “Georgia
on my Mind” (Ray Charles) com meu namorado.
. O que a música significa para você? Se você não fosse cantora e
compositora o que seria?
A música para mim é um refúgio. Pode ser uma válvula de escape
para encontrar muitas respostas, e por isso sempre foi uma grande companheira
para mim. Ao subir em um palco, meu objetivo é fazer pelo menos alguém da
platéia esquecer seus problemas naquele momento, é entreter. É passar uma
mensagem que faça a diferença para alguém. É abrir os olhos para a reflexão,
para a liberdade. É o espaço onde todos podem sentir, amar, opinar e ser quem
querem ser.
Acredito que cantora e compositora eu seria de qualquer jeito,
mesmo que não fosse como profissão. Se tivesse que optar por outra área,
provavelmente escolheria algo no backstage, como produção cultural, marketing
ou assessoria.

. Entrevista quase no final. Conte as próximas novidades e agenda
de show?
Enquanto os discos não voltam da gráfica, estou preparando a
gravação de um próximo videoclipe, para a música “Sabes”, de autoria do Lipe
Torre e da Barbara Côrtes. Meu pai, Klaus Mitteldorf, é fotógrafo e cineasta, e
está super animado para participar na criação…vai ficar bem artístico! Estou
planejando também uma colaboração em uma música com um artista bem legal, assim
que estiver tudo certo aviso pra você de primeira mão…O lançamento digital do
disco está previsto para novembro, e o lançamento físico vai ser em março. A
partir de março faremos vários shows para divulgar o “Florescer”, espero ver
vocês lá!

. Qual mensagem você deixa para os fãs e leitores do blog?
Vista sua existência. Descubra o que te faz feliz, e lute por
isso. Pessoas podem não te apoiar, podem até tentar puxar seu tapete…sua
persistência é o que faz de você quem você é.

. Hoje você comanda o blog. Qual música você deixa para os
leitores?
Deixo aqui também meu muito obrigada para quem acompanhou a
entrevista, e um agradecimento mais do que especial a você por esse convite! Se
tiverem mais dúvidas, ou se quiserem só conversar, me procurem nas redes
sociais, e será um prazer conhecê-los 🙂
Eba, pode deixar mais de uma?

Esse cover de Ordinary People (John Legend) feito pela Jayme Dee é
tão sincero, acho lindo…Em alguns casos, menos é muito mais…!

Esse vídeo é impressionante… Maturidade musical sem palavras,
não é a toa que levou o Grammy! Super groove, e a Lalah Hathaway é de tirar o
chapéu.

Gostaram? O que acharam da entrevista com a cantora? Deixe
seus comentários.

Aproveito para fazer um grande agradecimento a
Luiza, pois ela acreditou no meu trabalho do blog e me deu oportunidade de ter
entrevista com ela aqui. Luiza, é do fundo coração que digo que entrevistar
você é uma honra para mim, muito obrigada.

Fiquem por dentro de todas as novidades sobre a
cantora e não deixem de acessa as redes sociais. 


Facebook 
facebook.com/LuizaMeiodavila
Twitter 
twitter.com/LuizaMeiodavila
Instagram –
instragram.com/LuizaMeiodavila
Espero
que vocês tenham gostado e por hoje é só.  Amanha tem mais uma
novidade e lançamento aqui no Blog, fiquem ligados.
Beijo,

@maahmusic
Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO