quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Entrevista exclusiva com AGIR!


Leitores curiosos (as),
Tudo bem com vocês?

Hoje é dia de entrevista internacional aqui no blog e foi uma grande honra entrevistar o cantor e compositor Agir. Ele já fez parte da minha lista de dica. Como já tinha dito no post sobre o cantor, conheci seu trabalho por causa da sua música  “Quando Não Estás – que me viciou e cativou logo de cara. Venho acompanhado seu trabalho e isso faz com que eu goste mais e mais do músico. Tive a oportunidade de conversar com músico e saber curiosidades e novidades. Vem conferir entrevista exclusiva com músico Agir.




. Estamos felizes com a sua presença no blog Agir. Contem como vocês descobriu o amor pela a música?
Desde já, muito obrigado pelo interesse na minha pessoa, vindo de tão longe. O meu interesse pela música surgiu muito cedo por influência do meu pai, que punha os discos que ouvia no carro e isso provocou em mim, mais tarde, uma vontade de começar a fazer a minha própria música de maneira a um dia poder por os meus discos no rádio também.

. Você começou cedo á compor. O que te inspirava a escrever? E como você descobriu que tinha esse dom?
Eu costumo dizer que para ser inspirado basta estar vivo, tudo o que me rodeia inspira, desde casos amorosos, discussões que assisto na rua, algo que me corra menos bem a nível pessoal, a lista não tem fim.
Não posso dizer que descobri que tinha um dom, descobri que tinha uma paixão, isso sim, paixão essa à qual não consigo mesmo fugir nem viver sem ela.

. Sempre que vejo suas músicas ou mesmo você cantado, vejo que cantar com muito sentimento. Você viveu ou viver as músicas que você compõe?
Claro que sim, umas mais que outra obviamente, mas sim claro.

. Vamos falar de lançamento. Você lançou recentemente #agiriscoming. Como foi o processo desse novo trabalho? Qual parte desse trabalho foi mais especial para você?
A parte que me dá mais gozo, sem dúvida, é a parte da produção e composição dos temas, sou mesmo bichinho de estúdio. Faço, muito frequentemente, grandes noitadas no estúdio.

. Seu trabalho é muito comentado positivamente pelos fãs e outras pessoas importante do cenário musical. Como é para você esse reconhecimento?
É supergratificante, nem sei como reagir quando me apercebo que realmente sou um sortudo e que tenho bastante gente que gosta de mim, pelas músicas ou porque se relaciona de certa forma com a minha história de vida e pessoa.

. Quais são suas influencias musical? Você acha que as influencias musicais pode interferir e tira a essência do artista na hora de compor uma música ou fazer um trabalho?
As minhas influências, e acho que são notórias nos meus temas, são derivadas de tudo o que é “Black Music”, soul, hip-hop, jazz, r&b….

. Qual é a auto-definição do som que é feito por você?
É aquilo que atualmente se chama de “Urban”. São canções “Pop”, mas com beats mais pesados com muita influência de “Hip-Hop”.

.Queremos conhecer um pouco mais sobre você. O que atualmente tem escutando mais na playlist? Se tivesse oportunidade de dividir o palco com alguma banda ou músico. Qual seria?
Isto vai parecer um pouco egocêntrico, que não é o caso, mas na minha playlist, ultimamente, tem estado muito o meu próximo álbum porque ainda estou em processo de criação dos temas então sempre que avanço um bocado nas músicas no nível do instrumental ou dos vocais gravo paro a um cd e vou ouvir no carro para perceber o que tenho de alterar ou não.

. Você é de Portugal e tem fãs brasileiros. Como é pra você ver o seu trabalho sendo reconhecido fora do seu país? Você conhece o Brasil?
Tenho, sem dúvida, um grande respeito e apreço pela música brasileira, tanto que neste próximo álbum irei ter uma participação de uma cantora brasileira, que ainda não posso revelar.

. Entrevista da quase no final. Como é seu contato com os fãs? Você usa muito as redes sociais para ter comunicação com os fãs?
Claro que uso, acho que qualquer artista desta geração tem e o deve fazer, porque enquanto, antigamente, os artistas eram seres intocáveis e distantes, o público de agora gosta de estar perto do artista que admira e de perceber que é uma pessoa completamente “normal” e igual ao resto das pessoas. E através das redes sociais, consegue-se perceber que músicas é que a malta gostou mais, gostou menos, dá para anunciar e promover o nosso trabalho, concertos. Se não fossem as redes sociais muito provavelmente não estaríamos a ter esta agradável conversa.

. Quais as últimas novidades que podemos esperar?  Os fãs brasileiros podem esperar sua vinda ao Brasil?
Poderão esperar um álbum novo no primeiro trimestre do ano que vem, que como já disse conta com um tema com raízes mais brasileiras e com uma participação de uma artista daí justamente porque a vontade de me juntar a vocês, um dia destes, é mais que muita.

. Qual mensagem você deixa para os fãs e leitores do blog?
Que fiquem atentos ao Facebook e sigam todas as novidades que por lá andarem. https://www.facebook.com/agirOnline

. Hoje você que comanda o blog. Qual música você deixa para a galera dá o play?
Deixo uma música nova de uns grandes amigos meus que se chamam Karetus:
Dá o play!



Gostaram? O que acharam da entrevista com cantor Agir? Deixe seus comentários!

Estou ansiosa para chegar a Portugal e ver um show do cantor. Acredito que ver o show ao vivo será bem melhor e sentirei uma vibe incrível. Eles faz músicas que realmente tem uma mensagem importante e que ao mesmo tempo passa algo sobre o amor. Virou fã do cantor? Faça como eu, acompanhe todas as novidades sobre o cantor. Acesse:



Acessem:

Facebook: https://www.facebook.com/agirOnline

Soundcloud: http://soundcloud.com/agir.official

Youtube: http://www.youtube.com/agir.official

Twitter: http://twitter.com/agir.official

Website: http://www.agirofficial.pt

 

Espero que tenham gostado da entrevista com o músico. Fiquem ligados aqui no site que logo mais tem mais novidades.
Beijo,
@Maahmusic

Nenhum comentário:

Postar um comentário