Olá
queridos leitores curiosos (as).
Tudo
bem com vocês?
A Gabi Milino é
uma cantora e compositora, lançou seu primeiro single em junho de 2014, “Céu de
Maria”. Quando escutei seu single pela primeira vez, foi amor á primeira
ouvida, isso porque é apenas uma prévia do trabalho que ela vem desenvolvendo
na gravação do seu primeiro disco autoral e que já conta com o entusiasmo
de músicos de peso como Swami
Jr., Fernando Nunes, Kuki Stolarski, Renato Godá e a participação pra lá de especial
de Zéca Baleiro, que dividiu os vocais com a compositora em uma canção.  

Tive a honra
de poder conhecer e bater um papo com a cantora, falamos sobre seu primeiro
disco, curiosidade e… Bom, vem conferir entrevista com Gabi Milino.

. Gabi Milino estamos muito felizes com sua presença no
site. Como você descobriu seu amor pela música?
Oi
Maah, eu que agradeço essa oportunidade de falar um pouquinho do meu trabalho
através do seu trabalho. Acho que meu amor pela musica não foi uma descoberta
propriamente dita. Ele foi acontecendo, como um interesse espontâneo que
começou a ser cada vez mais presente e mais forte. Para além da minha irmã mais
velha, que era uma adolescente quando eu era criança, e que gostava e
colecionava discos e CDs, minha família não era muito ligada à musica ou a arte
em geral, então esse interesse foi se fortalecendo a medida que eu ia
adquirindo uma certa autonomia como pessoa. Eu tinha 15 anos quando formei
minha primeira banda com um primo e amigos da cidade, mas meus pais se
preocupavam muito, com aquela coisa de “…musica não dá futuro e etc.”, então
naquele momento era muito complicado dar voz à esse interesse. Mas ele me
acompanhou sempre e mesmo durante a faculdade de arquitetura, onde tive algumas
bandas. E aos poucos fui me dando conta de que os ensaios eram o momento mais
sublime do meu dia, uma sensação que eu não encontrava em nenhuma outra
atividade que fazia, e quando comecei a levar a musica de uma maneira mais
profissional, fazendo shows e barzinhos, as coisas começaram a acontecer de uma
maneira tão fácil, tão natural, e eu entendi que era aquele caminho que me fazia
feliz, e me fazia fluir.
. Você estudou Arquitetura e Urbanismo e fez outros
trabalhos que podemos dizer que envolver a arte. O que a arte significa pra
você?  Qual sua arte preferida?
Poxa…
Acho que a arte tem tantos significados, justamente por não ser algo que
desempenhe uma função específica, e isso por si só já é tão revolucionário. Pra
mim ela pode às vezes ser um colo, às vezes uma inquietação, ou um tapa na
cara, uma reflexão…  Mas ao final acho que
arte é o encontro com o humano, com a vida num sentido mais existencial, falar
da beleza e da angústia de estarmos vivos. Acho que é mergulhar nesse ser, que
somos nós e o outro. Não sei se tenho uma arte preferida, às vezes acho que
tudo quando feito com zelo, criatividade e coração, pode ser considerado uma
arte, mas vejo que a música é algo essencial na minha vida, ela me acompanhou
em momentos de muita alegria e muita tristeza, então cumpre um papel importante
no meu dia-a-dia.
. Qual a diferença de cantar sozinha e ter uma
banda/grupo musical? Qual dois deles você prefere?
Sempre
tenho algum músico me acompanhando, o que é uma delícia, pq é como uma conversa
entre amigos que se gostam muito, e sempre têm assuntos a desenvolver e
acrescentar, por isso quando canto sozinha, pra mim, são momentos geralmente
marcados como instantes de intimidade, é uma reflexão, uma conversa comigo
mesma.. 
. Gabi queremos saber um pouco mais sobre seu gosto
musical. O que atualmente você tem escutando mais? Quais são suas influencias?
Eu
não sou do tipo super antenada, cheia de novas referencias a cada semana,
quando eu gosto de uma coisa passo um tempão me relacionando com ela, então tenho
ouvido muito, há algum tempo, Jorge Drexler e Lhasa de Sela. Numa viagem
recente ao Peru descobri essa casal que tem um trabalho lindo também, Alejandro
y Maria Laura. 
. Você que compõe sua música? O que te inspira? 
Compor
ainda é muito novo pra mim, então não é algo que eu tenha muito domínio em
termos de processo e resultado, vou deixando vir e lapidando a medida do possível.
Eu escrevo o que sinto e, por enquanto, só assim faz sentido, às vezes saem
coisas muito ingênuas, ou mais sombrias, mas tem a ver com minha realidade emocional
diante da vida, de um amor, uma dor de cotovelo, um medo, essas coisas que vão
emergindo.
. Sua música recente é “Céu Maria”.  Qual mensagem você que passa através dessa
música?
Puxa,
eu não sei falar muito… Porque acho que a música tem uma vida própria, sabe,
e eu gosto de ouvir o que as pessoas pensam sobre ela, como elas se apropriam e
dão um sentido delas mesmas pra aquilo.
Ouça “Céu
Maria”

. Como foi que surgiu a ideia do clipe da música “Céu
Maria”?
Desde
que eu adquiri meu iphone, que foi mais ou menos na mesma época que comecei o
processo de lapidar e gravar minhas músicas, eu comecei a fazer registros
caseiros sem muita pretensão, e de repente vi que essas imagens contavam a
história desses últimos dois anos, que foi, mais ou menos, o tempo dessa minha
transição entre a arquitetura e a música, e achei que fazia todo o sentido com esse
clima mais pessoal e afetivo da canção.
Veja o
clipe “Céu Maria”

. Gabi você deve ter muitos admiradores e fãs da sua
música. Assim como eu, como é o contato com as pessoas que gostam do seu
trabalho? Você acha importante o músico terem essa trocar de informação e ao
mesmo tempo estarem dedicando o seu tempo para os fãs?
Eu
lancei recentemente minha primeira música e vídeo clipe, então experimentei
essa interação, no sentido autoral da coisa, pela primeira vez, e achei
incrível, me surpreendi com tantas mensagens de carinho e apoio ao trabalho.
Mesmo com toda a correria do dia-a-dia, acho que essa interação com o público é
fundamental porque as pessoas são o destino final de um trabalho musical, e você
quer dividir aquele sentimento, aquela emoção, e experiência essa troca.
. Entrevista ta quase no final. Quais as próximas
novidades que podemos aguarda? Agenda de show?
Tenho
algumas datas pra confirmar o dia e ai vou divulgando no site. Para os próximos
meses, quero lançar mais uma música e alguns vídeos, enquanto finalizo o Disco
pra  lançá-lo no começo do ano que vem.
. Qual mensagem ou recado você deixar para as pessoas
que gostam do seu trabalho e para os leitores do site?
Que
vocês sigam acompanhando o trabalho com esse carinho todo, e recebam de volta
essa generosidade e entusiasmo na vida de cada um de vocês.
. Antes de ir embora. Qual música você dedica para
a  galera que gosta de música boa e
brasileira?
Poxa,
eu adoro Tim Maia, coloquei duas músicas dele no repertório do show, então vou
dedicar uma delas que se chama “O que você quer apostar”, é uma música da fase
áurea do Tim, vale a pena conhecer.

Dá o
play moçada!!

Gostaram?
O que vocês acharam do single “Céu Maria”?
Deixe seus comentários!

Gostei bastante do trabalho da Gabi. Só  tenho que dizer que virei fã dela de carteirinha
e estou ansiosa para o lançamento do disco. Quero agradecer de coração a Gabi
pela oportunidade de entrevistá-la e conhecer um pouco mais do trabalho dela. Espero
que vocês leitores tenham gostado também – tenho certeza que sim, afinal, vocês
só gostam de músicas boas – Bom, ela é mais uma das cantoras que acho que tem
uma voz incrível.
 Fiquem ligados nas novidades sobre a cantora e acessem:



É isso aí, pessoal. Não deixe de acessar o instagram e a página do Blog e ficar
por dentro de todas as novidades de bandas bacanas e muita música.
Um
grande beijo,

@maahmusic
Author

7 Comments

  1. OI Maah, tudo bem?

    Adorei a Gabi, além de linda, é super talentosa! Sua música é encantadora, passa uma mensagem de leveza e suavidade que eu adoro. Vou baixar agora mesmo e escutar até não poder mais hahaha Um dia, vamos ouvir a Gabi como um dos grandes nomes da nossa MPB, né Maah? ♥
    Também adoro o Tim Maia, e adoro a música que ela escolheu!

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

  2. Oi Querida!!! Adorei seu Blog… Muito bacana as pegadas das entrevistas!!! Fiquei curioso com essa menina Gabi Milino que também assisti no Jô em uma entrevista muito rica de detalhes. Confesso que uma das artes que mais me emociona é a música e também por ser arquiteto como ela, vivi meu lado artista por muitos anos como pianista. Eu a vi tocando uma cornetinha e me encantei com os sons e gostaria de saber se vc sabe qual o nome desse instrumento??? Vou passar sempre por aqui e deixar minhas impressões em suas entrevistas e novidades. Grande beijo e parabéns novamente por sua sensível escolha de se expressar!!!

Reply To Inês Gabriela A. Cancel Reply