segunda-feira, 26 de maio de 2014

Na Rede Festival.


Leitores queridos.
Tudo bem com vocês?

Ontem, dia 25 de maio, rolou o Na Rede Festival no Hangar110 e o blog foi lá para conferir tudo e bater um papo com as bandas que participaram do evento. 

Mesmo com o frio e a chuva, a galera foi conferir os shows das bandas Vectorial A, Anima Vox, About a Soul e Sevenz. O evento foi um sucesso: estiveram presentes fãs, familiares e pessoas que gostam de boa música.

A primeira banda a entrar no palco foi a Vectorial A, com lançamento do clipe “Subliminar”. Fui até o camarim da banda e conversei com a galera.


BMM: Como é participar da primeira edição do Na Rede Festival, que é um evento apenas para bandas do cenário independente?
VA: Acho muito foda. É uma oportunidade que dificilmente encontramos hoje em dia, então agarramos assim que recebemos o convite. Agradecemos muito à banda Sevenz pelo convite e era um sonho nosso tocar no hangar110.

BMM: Vocês estão fazendo o lançamento do clipe “Subliminar”. Como foi a produção do clipe? Por que vocês escolheram essa música?
VA: Bom, foi difícil gravar, pois estávamos muito nervosos. E essa é nossa primeira banda que realmente lavamos a serio. Escolhemos um lugar que pudesse dar um retrato da música. Escolhemos fazer o clipe lá no litoral norte, um lugar bem legal. A escolha da música foi por essa canção ter a melhor mensagem que a banda quer passar para o público. A ideia inicial de gravamos o clipe Subliminar foi do Guilherme e o Danilo ajudou na sugestão de que devíamos gravar em um lugar aberto, com natureza.

BMM: Na hora da composição das letras, as influências comprometem muito no trabalho de vocês?
VA: Não sabemos ao certo explicar, mas de composição é difícil. Achamos que composição de uma letra é muito particular, vai muito da pessoa. E claro que, quando você é fã de uma banda, às vezes você pode colocar uma coisa ou outra da influência nas melodias, mas letra da música é muito pessoal e da banda. A vida influencia mais na hora de compor de qualquer banda, acreditamos nisso.

A Banda Vectorial A, fez o público cantar e se divertir muito. O setlist foi insano: eles começaram cantado “Nova”, logo em seguida cantaram o grande sucesso da banda “Amanhã”, “Dois lados” e, para finalizar, tocaram a música do clipe “Subliminar”. 



A próxima banda a subir no palco do hangar 110 foi a Anima Vox. Eles chegaram com tudo e agitaram a galera na sua apresentação. Antes deles tocarem, conversei com Diogo Domene – Guitarra e vocal de apoio.


BMM: Vocês estão lançando o novo EP hoje. O que os fãs podem esperar desse novo trabalho?
AV: Nesse novo EP, focamos muito nas letras e na instrumental. Consideramos um trabalho mais completo do que o último que fizemos. Queríamos passa uma mensagem de acordo com nosso pensamento.
BMM: Vocês são uma banda de rock. Porém, nas suas músicas existem outros estilos musicais. Isso influencia na composição?
AV: Certeza. Influencia mais no instrumental. Geralmente, o vocalista faz as letras e as influências dele dizem a respeito do que ele vive. Mas o instrumental, cada um tem um gosto especifico e no final misturamos tudo.

BMM: Quais são as próximas novidades da banda?
AV: Estamos entrado em estúdio, gravado o próximo EP, e o estilo será o mesmo. Estamos com a mesma linha do som. Daqui a uns dois ou três meses, iremos disponibilizar no site.

A banda fez um show incrível. Todo mundo saiu do chão. Amei o setlist, que começou com a música “Pensamento”, seguiu com “Moça de Cimena”, “O Sorriso E A Seta” e finalizou com a música “Missão Impossível”. Dá o play:



Foi amor à primeira ouvida em relação à banda About A Soul, a terceira a subir no palco. Já conhecia o trabalho deles pela internet, mas, minha gente, show ao vivo é outra coisa, é melhor. Sem palavras pra explicar (risos). Antes do show, conversei com o vocalista da banda, Lucas.


BMM: A proposta musical da banda é Folk Rock. No cenário musical tem espaço para todos os estilos?
AAS: Eu acredito que a cena de hoje é muito mais aberta para novo estilo do que uns anos atrás. A mídia trouxe o folk mais em alta com algumas bandas, mas ainda tem poucas nesse estilo do Folk Rock. Espero que possamos conquistar nosso espaço.

BMM: Vocês estão lançando hoje o single “Cotton Fields”, com o cantor Teco Martins. Como surgiu a parceria? Vocês pensam em fazer outras parcerias?
AAS: Conhecemos o Teco primeiro e foi muito legal porque ele gostou do nosso som. Acabamos conversando se tinha como ele participar; ele gostou da ideia e aceitou o convite. Acho que hoje não é tão fácil fazer parceria com músicos que já tem nome no mercado, como é o caso do Teco, vocalista da banda Rancore, mas ajuda muito a banda que está começando e não é tão conhecida, como é o nosso caso. Queremos sim fazer outras parcerias, estamos pensando em nomes, planejando algumas coisas para esse ainda ano.

BMM: Quais as próximas novidades da banda?
AAS: Estamos para gravar um Live Session agora nos próximos meses e estamos pensando em fazer um novo videoclipe. E a agenda de shows está no site.

A apresentação deles foi linda. Eu fiquei mais apaixonada pela banda. O setlist deles estava incrível. Começaram com a música “The Valley”, tocaram também o lançamento “Cotton Fields”, “Broken Man” e finalizaram com “Walking in My shoes”. Vamos parar de lero-lero e dar o play:



Chegou a hora mais insana do evento, que todos esperavam ansiosos para ver: a banda Sevenz. Gente, eu fiquei feliz de vê-los no palco do Hangar110, pois eu vi a banda nascendo (me sentido a fã número 1). E, antes do meu amigo e vocalista entrar no palco, conversei com o moço.


BMM: O novo EP de vocês teve grande repercussão e ótimos comentários. Vocês esperavam esse sucesso?
SVZ: Foi legal, afinal é nosso primeiro EP gravado em estúdio. O outro EP, “Sonho”, foi gravado todo em casa. Achamos louca essa repercussão, mas adoramos.

BMM: Em relação ao EP “Sonho” e ao “Viagem”. Qual a diferença entre os dois?
SVZ: O primeiro trabalho tinha instrumentos mais orgânicos e uma levada mais pop. Esse novo EP tem uma pegada mais alternativa, com muito mais instrumentos. A música “Esperança” vem com banjo e violino, a música “Carta” tem sanfona.

BMM: Vocês pretendem fazer clipe? Qual música?
SVZ: Sim. Não sabemos ao certo de qual música. Mas talvez seja “Sete Mares”.

BMM: Quais as próximas novidades da banda?
SVZ: Queremos fazer turnê, fazer muitos shows, vender o nosso EP para ajudar a banda.

A Sevenz fez um show incrível como era de se esperar. Cantaram as músicas do seu novo trabalho, começando com “Sete Mares”, e seguiram com “Seu Sonho” do primeiro EP.

Dá o play!



E vocês, gostaram? Qual banda vocês curtiram mais o som? Deixem seus comentários!

Bom, quero agradecer muito ao Felipe, vocalista da banda Sevenz, que me chamou para cobrir o evento. Agradeço também a todas as bandas que participaram e foram um amor comigo, deram entrevista, conversamos, enfim. Muito obrigada e parabéns para cada um de vocês por estarem firmes e fortes no cenário musical. E dica da Maah Music: NÃO DESISTAM NUNCA DE FAZER MÚSICA E DO SONHO DE VOCÊS.

Fiquem ligados no blog. Em breve tem novidades, entrevista e mais música.
Beijo,
@maahmusic

Revisão: Renan Oliveira

2 comentários:

  1. Ah, mas essa maah tá que tá em? Quero ver fazendo a cobertura do Rock in Rio.

    Super curtir a animavox... onwwando *-*

    {Blog Pensamentos Irreais}  {Twitter}   {Fan Page}


    ResponderExcluir
  2. maria j .fornaciari27 de maio de 2014 11:26

    Adorei todas as bandas a decoração 13 Pomposas .Mas a banda que realmente me apaixonei foi Sevenz simplesmente maravilhosa letras maravilhosas e arranjos perfeitos

    ResponderExcluir