Olá, queridos leitores.
Tudo bem?
Hoje teremos uma entrevista
muito importante aqui no blog Maah Music. Ele foi um dos primeiros vocalistas
que vi ao vivo e digo mais, foi no show da banda dele que o meu amor pela
música e bandas underground começou.
Com vocês, aqui no blog Maah
Music, entrevista com João Adorno. 

. É uma honra ter uma
entrevista de um dos músicos que mais me incentivou a ouvir música e ir aos
shows.  Como foi que você começou sua
carreira de músico? 
Minha
carreira começou quando toquei nas ruas do Jaçanã, depois ganhei uma bolsa no
instituto de bateria, conheci Rick Drums e montamos a banda Little Joe.
Depois,
pelo Orkut, conheci Renê Sabbatini e montei a Playmake. Pegamos algumas músicas
de bandas inglesas, fizemos versões brasileiras e começamos a fazer shows por aí.
. Lembro-me da banda
Playmake, que foi um dos grandes sucessos na época do Orkut e fotolog. Quais
são suas melhores lembranças da banda?  O
que você aprendeu de mais importante com a Playmake?
As
viagens com a banda, a amizade e a troca calorosa com o público. A criar e
desenvolver; projetar um sonho e realizá-lo.
. Depois de um tempo, você
escreveu um livro. Como foi a experiência desse seu projeto? Você já tinha
vontade de escrever um livro?
Não,
ele simplesmente nasceu.
. Agora está também com novo
projeto relacionando à música. Conte para a galera do blog Maah Music um pouco
sobre esse seu novo projeto.
Em
2012,  recebi a melhor notícia da minha
vida. Seria Pai! Daí para frente, tudo mudou. Fui para o Rio de Janeiro e me vi
envolto ao mar. Mar por todos os lados. Mar dentro. Mar fora. Daí surgiu o nome
Leviatã. O monstro marinho que aparece no livro de Jô. Monstro sem medo.
Apanhável. Inigualável. “Ele olha com desprezo tudo que é altivo: é rei sobre
todos os orgulhosos”. Apropriei-me desses versos para sobreviver nessa cidade,
onde tudo é lindo e caótico ao mesmo tempo.
. Quais são as próximas
novidades sobre seu novo trabalho?
Estou
trabalhando numa música sobre um skatista urbano. Quem sabe assim não mato a
saudade da minha cidade.
. Como você vê hoje a cena
underground?Mudou muito dos tempos de quando você tinha banda?
Estou
por fora da cena Underground. Meu lance agora é luz do dia. Tudo muda toda
hora. Se pensar na minha vida um ano atrás, nem dá para acreditar. Sim, mudou
tudo.
.  João você tem muitos fãs e eles estão sempre
com você. Como é receber esse carinho e ver que os fãs estão sempre te apoiando
em novos projetos?
Recebo
com a mesma intensidade. Sou assim.
. Antes de terminar essa entrevista,
conte quais as próximas novidades do seu novo projeto.
Uma
linda música que compus com meu parceiro Naldinho Pereira; chama-se “7 Horas” e
compus à luz do dia, comendo brownie com sorvete e Coca-Cola. Por incrível que
pareça, para bagunçar geral, vem um axé por aí, “Azedo agridoce Doce”. Promete!
Estou me divertindo muito.
. Qual mensagem você deixa
para todos seus fãs e a galera do blog?
A
vida é dura, mas, no fundo, é mole… Basta acreditar! É preciso ser simples
nas coisas com as coisas e para as coisas.

 

Gostaram?
Esse cara foi um dos que fizeram parte da minha
história no mundo da música e digo mais, ele ainda faz parte. João, obrigado
pela oportunidade dessa entrevista e por tudo que aprendi com a Playmake e com
você.
Querem ficar por dentro de todas
as novidades do trabalho do João Adorno?

Acessem:

 

Um beijo,
@maahmusic
Revisão: Renan Oliveira

3 Comments

  1. Maah amei a entrevista, noossa adoro ele, como você consegue essa entrevista top! arrasa amiga! desculpa o sumiço, estive trabalhando muito 🙂 bjus

Reply To Jheneffer Carvalho Cancel Reply