Olá,
meus queridos leitores.
Como
estão todos vocês?
Hoje
é dia de exclusividade no Blog Maah Music e gostaria muito de agradecer ao Luiz
Domingues antes da postagem de sua entrevista. É com grande honra para mim e
para o blog que faço a postagem de hoje. Muito obrigada!
Luis
Domingues é um dos músicos mais conhecidos que escrevem matérias paras blogs
importantes, no caso, de seus próprios amigos. Ele iniciou sua carreira em
1976, já tocou em diversas bandas e atualmente toca na banda Pedra. Já adianto
a todos que logo mais eles também estarão aqui no Blog Maah Music.
Vamos
parar de papo e conhecer um pouco mais Luis Domingues. 

. Muito obrigada pela sua presença aqui no blog
Maah Music, Luiz Domingues. Conte para a galera: como foi que você descobriu
que queria ser músico?
LD – Bem, Marina, eu
comecei a curtir música ainda nos anos sessenta. Isso se intensificou ao final
da década e início dos anos setenta. Por volta de 1974, essa vontade já estava
“martelando” na minha cabeça e, em 1975, virou uma resolução. Mas só
a partir de 1976 é que me envolvi diretamente, tornando-me membro de uma banda propriamente
dita.
.Luiz Domingues, antes de ser músico, o que
você fazia na vida?
LD – Eu era
adolescente e apenas um estudante cursando o ensino fundamental.
. Qual foi a sua maior conquista até hoje no
mundo da música?
LD – Acredito que é
o conjunto da obra, nesta altura dos acontecimentos. Já toquei em muitas bandas
e, na somatória desses trabalhos, tenho 14 discos lançados no mercado, sem
contar pequenas participações em discos de outros artistas, coletâneas e uma
infinidade de demos. Foram centenas de shows ao vivo, aparições na TV e
entrevistas no Rádio e meu portfólio já passou das 800 páginas de matérias em
jornais e revistas.
. Quais são suas bandas ou músicos preferidos?
LD – Se eu for citar
os artistas que admiro, vou gastar a entrevista inteira e ainda faltariam
muitos. Resumidamente, digo que gosto de diversas vertentes do Rock das décadas
de 1950 / 1960 / 1970, Black Music e MPB dessas mesmas décadas, Jazz, trilhas
de cinema, música étnica, Folk de diversas culturas, música erudita, música
experimental, Pop etc.
 . O que
a música representa para você?
LD – Música
extrapola a beleza, a estética, simplesmente. Eu diria que a música ameniza e
muito, as agruras da vida. Sem música, seria muito difícil o ser humano
sobreviver neste planeta. Música transmuta as energias pesadas no meio
ambiente, traz esperança, alegria, faz a vida pulsar, torna o ser humano
melhor.
.Quais instrumentos você sabe tocar? E qual o
que você mais gosta?
LD – Eu acabei me especializando
no baixo. Informalmente toco um pouquinho de violão, guitarra e bateria e
também sei montar alguns acordes no piano, mas tocar mesmo, só o baixo.
. Qual sua dica para as bandas que estão na
cena underground?
LD – Ora, a
perseverança é o ítem número um. Mas também é preciso ter paciência, estudar,
estar disposto a galgar degraus lentamente, ter união com os companheiros e
acreditar no próprio potencial.
.Qual músico que você gostaria de dividir o
palco?
LD – Seriam
tantos…
. Qual show na sua carreira foi o mais
inesquecível?
LD – Considerando
que toquei em muitas bandas, são muitas as lembranças, inevitavelmente. Eu
diria que, nesse contexto multifacetado, fica difícil eleger um em específico. Em cada
banda, houve alguns momentos inesquecíveis, certamente.
. Você faz muito sucesso com seu blog e onde quer
que escreva. Como você descobriu o gosto pela escrita?
LD – Que elogio
fantástico, Marina! Muito obrigado! Respondendo, digo que desde criança eu
tinha prazer em escrever.
Se eu demorei a colocar em prática esse lado, foi por ter
focado na música por muitos anos. Agora que recebi convites para escrever em vários Blogs, fui me
animando e também abri dois Blogs particulares, sem no entanto deixar os demais
onde sou colaborador.
 
.O que você acha da tecnologia de hoje permitir
baixar um cd ou mesmo o EP de uma banda? Na sua opinião, prejudica os músicos e
bandas?
LD – Num primeiro
momento representou a possibilidade de romper com um sistema escravizante com o
qual as gravadoras tratavam os artistas e para a maioria excluída ou, ainda
pior, marginalizando-os. Ocorreu uma segunda fase desse processo, onde os
artistas também perceberam que serem livres era bom em termos e agora sinto que
entraremos num terceiro momento, quando novas regulações surgirão para o
mercado. O momento é de observação para sentir qual será a nova tendência.
Quais são os ídolos da música brasileira?
LD – Sigo o mesmo
raciocínio de uma pergunta sua anterior. Gosto da velha guarda, de muitos
artistas, mas acredito que a minha maior base de influências da MPB venha dos
artistas surgidos entre as décadas de sessenta e setenta.
 .Como é
hoje o seu contato com os fãs? E como você recebe esse carinho e reconhecimento
do seu trabalho?
LD – Com a
informática, é direto, eu diria. Converso com fãs de todos os trabalhos que
realizei, através de redes sociais. E bem nessa área me estimulei a escrever as
minhas memórias, desde 2011. Inicialmente comecei a escrevê-las na comunidade
“Luiz Domingues” que um amigo criou para mim no Orkut. Mesmo com a
decadência dessas rede social, continuo escrevendo por ali, desenvolvendo a
narrativa através de diversos tópicos, cada um representando uma banda onde
toquei. Faz pouco tempo, passei a republicar essa autobiografia no meu Blog II
e, no futuro, penso em lançá-la num livro impresso, tradicional.
.Entrevista chegando ao fim, qual a mensagem
que você deixa para galera do Blog Maah Music e para seus fãs?
LD – A mensagem é a
de que fico sensibilizado por ver que existam jovens ainda interessados em
música e o seu Blog é a prova cabal dessa constatação. Vida longa ao Blog Maah
Music!
.Vamos encerrar a entrevista com uma boa
música, então qual é a música que você dedica a todos do blog?
LD – Como sairá uma
entrevista do Pedra no Blog Maah Music, aproveitarei para indicar uma música de
cada trabalho que realizei nesses anos todos.
Com “A Chave do
Sol” – “18 Horas”, ao vivo na “Fábrica do Som” da TV
Cultura de SP, em 1983:

Com o “Pitbulls on Crack” –
Video-Clip de “Under the Light of the Moon” – 1994 :


Gostaram?
Espero que sim galera!
Bacana, né? Eu adorei as músicas também. Para vocês que
querem saber mais sobre o trabalho do Luiz, é só acessar os seguintes links:

Blog
Luiz Domingues I:
Blog
Luiz Domingues II:
Eu superindico a
todos que gostam de ler, ainda mais sendo músico, pois tem muita coisa bacana
no blog dele!
Bom, galera, eu fico
por aqui.
Beijo,
@maahmusic
Revisão: Renan
Oliveira

16 Comments

  1. Muito legal! Luiz Domingues, sou fsua fã! Beijo, Cida Cunha

  2. Bão,apesar de ter Criado a Comunidade no Orkut,foi uma alegria enorme no Coração ver e ler as minúcias da Carreira do Luiz Dominguês lá.Ainda que ele se incomode um pouco quando gritam "Tiguêis" num show os saudosos da Chave do Sol,ou quando pedem um "Solo de baixo" (tenho impressão que ele abomina o termo inclusive),vale a pena acompanhar as aventuras e desventuras da carreira de um dos melhores Baixistas do País.Além de ter um ouvido incrível para regular o timbre do Baixo em diferentes músicas,suas linhas são completas e abrem um caminho enorme inclusive para duelos de guitarras e aqueles solos oitavados de guitarras ,como acontecia no Thin Lizzy,pois não existem 'buracos' no som.Para mim,uma referência impar(se quiser uma boa conversa de futebol também é um grande amigo para isso.O único não Goiano dos meus Amigos que conhece o CRAC de Catalão-GO).Vida longa e muito sucesso Irmão.

    • Salve Luiz Albano !

      Sim, é verdade, graças à você, uma comunidade "Luiz Domingues" foi criada no Orkut e mesmo demorando muito para ingressar no mundo virtual, passei a usá-la como plataforma para a publicação de minhas memórias, ao longo de quase 37 anos de história na música.

      Seus elogios à minha pessoa, muito me lisonjeiam.

      A observação sobre a minha característica pessoal de escolher timbres diferentes para cada ocasião, é referente ao fato de que sou um músico de inúmeras influências.

      Com esse grande manancial de informações na cabeça, fica mais fácil sentir a necessidade de cada música, buscando o timbre adequado àquela linguagem específica.

      E é verdade, O glorioso Crac, é o orgulho da cidade de Catalão. Não sou goiano, mas conheço o futebol e a origem de muitos clubes.

      Muito obrigado por seu rico comentário !!

    • Obrigado você,Mestre,pela sua contribuição ao baixo brasileiro.Sem esquecer da sua singularidade nas escolhas,o que possibilita ao ouvinte reconhecimento da sua técnica e sonoridade ímpar.Como acredito,ninguém se esbarra por acaso,e espero que nossa amizade perdure.Grande abraço.

  3. Que palavras bonitas, meu amigo !! Quanto à amizade, é eterna, pois nossos laços culturais são indissolúveis.

    Tens um torcedor aqui, por seu sucesso na carreira musical.

    Grande abraço !

  4. Oi Luiz adorei a entrevista e qualquer hora quero te ver tocando violão e ansiosa pra ver a entrevista do PEDRA aqui no blog. No momento tô ouvindo uma banda chamada Pit Bulls on Crack que vc fez parte e a música é "Nevermind" puta som e recomendo procurarem na internet Pit Bulls on Crack rock de prima!!!!

    • Que legal que gostou, Silvana !!

      Sou fraco no violão e guitarra, não crie expectativas !!

      Muito legal a citação ao Pitbulls on Crack. Essa foi uma banda onde a proposta era fazer um trabalho moderno para os padrões dos anos noventa, amparada em referências "indie", da época, mas a carga de Glitter Rock setentista que imprimos foi tão forte, que acabou ficando com essa cara…

      E fora o fato de que internamente, foi a banda mais divertida onde atuei, primeiro porque era desencanada de produções sofisticadas e segundo, que seus membros tinham talento para "Stand Up Comedy" e sendo assim, nunca dei tanta risada na vida, quanto nesses cinco anos em que trabalhei com eles, entre 1992 e 1997.

      Obrigado por ler e comentar !

  5. Grande Luiz Domingues, adorei a entrevista brother.Já sigo os seus textos no G+ e nos seus blogs.Por seu intermédio acabei descobrindo esse blog da Maah Music.Muito bom por sinal.Um abraço.

    • Valdi, meu amigo !

      Fico muito contente pelo seu apoio, sempre bem vindo, seja nos meus Blogs e matérias que escrevo, seja nas minhas atividades musicais.

      E que bacana que por meu intermédio tenha conhecido e curtido o Blog Maah Music !! Fico feliz por ter lhe proporcionado essa descoberta musical.

      Grande abraço !

DEIXE SEU COMENTÁRIO